Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Telegramas

por Bento Soares Dias

19 de Abril de 1988 - Monte Real, na mesa de um café

27.06.22 | Bento Soares Dias

 

19 de Abril de 1988

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Por vezes não me apetece escrever,

Não me apetece mesmo.

Ainda assim teimo,

Teimosamente risco o papel virgem de sentimentos.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Escreva-se.

Quando se sente o que se escreve,

Não há que recear,

Revoltem-se com a escrita,

Amem-se com a escrita.  

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Escreva-se,

Nem que sejam as coisas mais ridículas,

Mas onde está o ridículo da escrita?

A escrita, meus amigos, é uma arma,

Uma flecha dirigida a todos.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Escreva-se,

Escreva-se maravilhosamente,

Quando se escreve sem pensar,

Quando o coração manda na caneta,

Quando o papel encolhe de tanta esperança.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Escreva-se,

Quanto é admiravelmente admirável termos a possibilidade de escrever,

De pintar com as nossas palavras escritas as folhas brancas,

De fecundar o papel com palavras ousadas,

Quanto maravilhoso é a liberdade de escrever.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Escreva-se,

Até ao fim de um qualquer mundo,

Até ao final de um qualquer momento.

Escreva-se, 

Encham o mundo com letras.

Escreva-se.

 

Imagem: https://pixabay.com/pt/photos/caneta-tinta-papel-escreva-4553688/

4 comentários

Comentar post